Live com Dr. Francisco Careta comemora o Dia Mundial da Hemofilia no MS

Categoria: Geral | Publicado: sexta-feira, abril 17, 2020 as 12:32 | Voltar

Com o objetivo de comemorar o Dia Mundial da Hemofilia, a Rede Hemosul-MS, em parceria com a APHEMS – Associação de Pessoas com Hemofilia de Mato Grosso do Sul, estão promovendo uma Live com Francisco Careta, Biólogo, Hemofílico Tipo A Grave, com Mestrado e Doutorado em Investigação Biomédica pela USP - Universidade de São Paulo, Doutor pela International Centre for Genenetic Engeneering and Biotecnology, Itália e professor da UFES.

A Live tem como proposta debater os cuidados que devem ser evidenciados pelas pessoas com hemofilia em tempos normais e diante da pandemia do Covid19.

A Live acontece pelo Instagram oficial da Rede Hemosu-MS, @hemosulms, às 18h de hoje, 17 de abril, e estará aberta ao público, a quem queira participar. É só seguir o insta @hemosulms e entrar no story ao vivo. O horário é 18h de Mato Grosso do Sul, 19h de Brasília.

 

Dia Mundial da Hemofilia, 17 de abril.

Há 31 anos o dia 17 de abril foi escolhido para comemorar essa data especial que nos remete a uma luta por uma qualidade de vida mais promissora aos hemofílicos, por ser o dia de aniversário de Frank Schnabel, fundador da Federação Mundial de Hemofilia.

Com vitórias significativas por uma profilaxia pública, tratamento preventivo gratuito para pessoas com hemofilia, no Brasil, este trabalho é liderado pela FBH – Federação Brasileira de Hemofilia e pela ABRAPHEM – Associação Brasileira de Pessoas com Hemofilia.

Pessoas com hemofilia têm uma maior facilidade de apresentar sangramentos em articulações a partir de quedas e traumas. Como têm uma dificuldade de coagulação por causa de alterações em cromossomos, podem apresentar sequelas graves com um simples tombo, sequelas estas evitáveis se controladas com profilaxia, com a administração preventiva de fatores (hemoderivados), que hoje são disponibilizados pelo Ministério da Saúde e, aqui em Mato Grosso do Sul, distribuídos pela Rede Hemosul MS gratuitamente. Hoje são 157 hemofílicos hereditários cadastrados nos registros da Rede Hemosul no estado.

Publicado por: Mayra Franceschi

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.